AGENDE UMA CONSULTA
Cirurgia Bariátrica e a Gravidez - Imagem Post

Um estudo analisou registros hospitalares de mulheres em idade reprodutiva (15 a 45 anos) que foram submetidas a cirurgia bariátrica e comparou com dados da população geral de mulheres em idade reprodutiva para investigar como a cirurgia para perda de peso afetava a gravidez destas mulheres.

➖326 mulheres – 99,5% delas eram obesas – fizeram cirurgia bariátrica entre a primeira e a segunda gravidez. As pacientes obesas apresentaram taxas mais altas de hipertensão e diabetes tanto na primeira quanto na segunda gravidez, em comparação com a população em geral. Mas a boa notícia para elas é que a hipertensão foi reduzida em 67% entre a primeira e a segunda gravidez após a cirurgia ter sido realizada e a taxa de nascimento prematuro espontâneo também foi reduzida em 63% na segunda gravidez.

As mulheres que deram à luz antes da cirurgia tinham menos idade no momento do parto mas apresentavam taxas mais altas de diabetes e diabetes mellitus gestacional. As que deram à luz após a cirurgia tiveram taxas substancialmente mais baixas de pré-eclâmpsia e eclâmpsia, hipertensão crônica complicando a gravidez e hipertensão gestacional, mesmo após o ajuste para a idade no parto.

Portanto, a cirurgia bariátrica foi associada a menores taxas de distúrbios hipertensivos na gravidez subseqüente. Você se identificou? Agende sua consulta aqui

 

Fonte: Albert B. Lowenfels. Does Bariatric Surgery Affect the Risk of Adverse Outcomes in Pregnancy? – Medscape – 01Jan 19 / Bariatric Surgery Improves Outcomes forMom, Infant – Medscape – Dec 05, 2019.