AGENDE UMA CONSULTA
(51) 3024.4665

Os termogênicos já foram moda e até hoje encantam os ouvidos das pessoas que adoram uma dieta mirabolante. Termogênico, na prática, significa substâncias que produzem calor no organismo. Os termogênicos são conhecidos por estimularem o metabolismo e por  aumentarem a queima de calorias. Mas será que é bem assim mesmo?

Primeiro, é importante esclarecer que todo alimento ingerido estimula o metabolismo, ou seja, exige calorias para sua digestão, alguns mais, outros menos. A diferença para os alimentos conhecidos como termogênicos, como a canela, a pimenta e o gengibre, por exemplo, ou para os suplementos, é que eles são substâncias com um efeito vasodilatador superficial. Porém, os efeitos efetivos dessas substâncias não são tão consideráveis a ponto de aumentar a perda de peso de forma notável. A receita para o emagrecimento nós sabemos: redução no consumo de calorias e atividade física recorrente.

Um dos perigos em torno dos termogênicos é servirem de compensação para excessos à mesa. Por exemplo, tomar um chá verde após comer muitas pizzas em um rodízio não irá fazer diferença alguma.

 

Suplementos termogênicos

Temos, ainda, os suplementos que prometem efeitos termogênicos. Há nesses produtos, além de doses de cafeína e outras substâncias, como a efedrina, que trazem impactos sobre o sistema cardíaco, uma série de outras substâncias que não são descritas no rótulo. Entre elas, podemos citar a sibutramina, anfepramona, diuréticos, antidepressivos e hormônios, bem lembradas pela minha amiga Lu Peres neste post. Esses aditivos podem inclusive trazer efeitos colaterais, como insônia e taquicardia.

Os efeitos positivos de muitos ativos presentes nos suplementos não são comprovados cientificamente, ou são muito pequenos em relação ao risco que apresentam. Além dos efeitos colaterais, esses produtos podem ter impactos como mascarar a fadiga do exercício, o que não é recomendado.

O Dr. Bruno Halpern faz ainda outro alerta: substâncias termogênicas, por aumentarem o gasto metabólico, aumentam a produção de radicais livres e provavelmente aceleram o envelhecimento.

 

Claro que os termogênicos podem sim ser usados a favor do paciente, principalmente quando estão relacionados a algum exercício físico. Há diversos benefícios relacionados a alimentos como o gengibre, a canela e a pimenta, como o aumento da termogênese, que pode levar a uma maior sensação de saciedade. Esses produtos também apresentam propriedades anti-inflamatórias. Lembrando que os benefícios são percebidos quando associados a uma dieta balanceada. Não vale usar para reverter os excessos de uma comilança.

Os suplementos termogênicos devem ser prescritos e acompanhados por um médico especialista, para garantir seus resultados. Se quiser saber mais sobre esses produtos e ter uma avaliação do seu quadro, entre em contato e marque uma consulta:

 

Rua Soledade, 569 – Torre A – Sala 1005 – Mãe de Deus Center – Porto Alegre/RS

Telefone: (51) 3024.4665  | Whats: (51) 99644.0228

contato@marcelaferrao.com.br

 

Fontes consultadas:

https://luciahelena.blogosfera.uol.com.br/2018/01/11/nao-caia-nessa-fria-os-termogenicos-sao-mais-uma-bela-enganacao/

https://www.instagram.com/p/Bu7JCcXgcnS/

https://www.instagram.com/p/BwZqhESHL6e/

https://www.instagram.com/p/Bj5gX7ZFaMl/