Agendamentos/contato - (51) 3024.4665 | (51) 99644.0228 | Porto Alegre contato@marcelaferrao.com.br

Menu

Estudo mostra que medicamentos para diabetes podem não aumentar o risco de pancreatite

Postado por em medicamentos no dia março 06, 2015


Recente estudo realizado na Dinamarca não encontrou nenhuma conexão entre o uso de medicamentos à base de incretinas (usadas para tratar diabetes tipo 2) e o aparecimento da pancreatite aguda. Em 2013 surgiu a controvérsia sobre os agentes a base de incretina, que foram associados a risco aumentado de pancreatite e câncer pancreático, mesmo em pacientes diabéticos que já tomavam a medicação a longo prazo. A endocrinologista Marcela Ferrão, explica que esses remédios fazem parte de uma nova geração de drogas que imitam hormônios produzidos naturalmente pelo corpo para aumentar a produção de insulinas após uma refeição. “Pessoas com diabetes tipo 2 em geral não produzem insulina o suficiente para metabolizar carboidratos ou se tornam resistentes ao hormônio, que controla a taxa de açúcar no sangue”, esclarece.

O novo estudo que avaliou 12.868 pacientes com pancreatite e 128.680 (grupo controle) encontrou riscos igualmente elevados para pancreatite em pacientes que tomam todas as classes de medicamentos hipoglicemiantes, bem como os riscos desapareceram após o ajuste para fatores de risco de pancreatite bem conhecidos. Um total de 89 pacientes com pancreatite (0,69%) e 684 controles (0,53%) já havia usado incretinas, e 0,42% e 0,37%, respectivamente, foram os usuários atuais.

Para o autor da pesquisa, Reimar Wernich Thomsen, MD, PhD, professor associado do Departamento de Epidemiologia Clínica do Hospital Universitário Aarhus na Dinamarca, esses resultados são argumentos contra qualquer efeito específico da incretina e para a possibilidade de que o diabetes e outras condições relacionadas, tais como a obesidade e cálculos biliares sejam responsáveis por aumentar o risco de pancreatite, ao invés do tratamento específico escolhido para diabetes.

O chefe da Divisão de Gastroenterologia, Hepatologia e Nutrição da Universidade de Pittsburgh, Pensilvânia, comentou que o estudo não é novo, mas é um trabalho, que provavelmente, será citado como uma forte evidência de que as incretinas não aumentam o risco de pancreatite.

Fonte: Incretin-based therapy and risk of acute pancreatitis: A nationwide population-based case-control study, diabetes care. Published online january 29,2015

 

Medscape Medical News

Link: http://www.medscape.com/viewarticle/839445#vp_2


Related Posts

Porto Alegre

Rua Soledade, 569 - Torre A - Sala 1005
Mãe de Deus Center - Porto Alegre/RS
contato@marcelaferrao.com.br
Agendamentos/contato - (51) 3024.4665 | (51) 99644.0228

Pré-agende a sua consulta, determinando dia e horário de sua preferência. Deixe seu telefone que entraremos em contato para confirmar o seu agendamento. Estacionamento rotativo no prédio.