AGENDE UMA CONSULTA
(51) 3024.4665

De acordo com um novo estudo, publicado na revista científica Journal of Clinical Sleep Medicine, ingerir proteínas antes de dormir contribui para que as pessoas adormeçam mais rapidamente. A pesquisa foi realizada por pesquisadores da Universidade Columbia, nos Estados Unidos, que  também descobriu que refeições com mais proteína e pouca gordura saturada também contribuem para cair no sono mais rapidamente. “Nossa principal descoberta é que a qualidade da dieta afeta a qualidade do sono”, disse Marie-Pierre St-Onge, responsável pelo estudo.

Investigação

Para o levantamento, os pesquisadores acompanharam 26 adultos com idade média de 35 anos e peso normal. Durante cinco noites, eles dormiram em um laboratório especializado em monitorar o sono. Todos ficaram nove horas na cama (das 22h às 7h) e dormiram, em média, 7h35 por noite. Dados do sono dos participantes foram coletados na terceira noite, depois de três dias de alimentação controlada, e na quinta, após um dia de alimentação livre.

Segundo os resultados, quando consumiram os alimentos recomendados pela nutricionista que eram ricos em proteínas e com baixo teor de gorduras saturadas, os participantes demoraram aproximadamente 17 minutos para dormir. No dia em que os voluntários fizeram refeições por conta própria, eles levaram quase o dobro de tempo para pegar no sono.

“É surpreendente ver que como um único dia com grande ingestão de gordura e pouca fibra pode influenciar negativamente o sono”, disse Marie-Pierre. Sabe-se que a má qualidade do sono já foi relacionada a problemas crônicos de saúde como hipertensão, diabetes e doenças cardiovasculares.

O Ministério da Saúde recomenda a ingestão de 25 gramas de fibras por dia. O feijão preto, por exemplo, tem 15 gramas em cada xícara do nutriente.

Fonte: Fiber and Saturated Fat Are Associated with Sleep Arousals and Slow Wave Sleep

Link artigo original: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4702189/