AGENDE UMA CONSULTA
(51) 3024.4665

De acordo com dois novos estudos publicados on line no Annals of Internal Medicine, quem toma café vive mais do que quem não consome a bebida, independente do método de preparação ou se o café é normal ou descafeinado. “Os resultados sugerem que um consumo moderado de café: até três xícaras por dia (350ml), pode contribuir para a saúde”, destaca o doutor Marc Gunter, da Agência Internacional de Pesquisa sobre Câncer (Iarc) da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A primeira e mais ampla pesquisa realizada sobre o assunto foi conduzida por especialistas daAgência Internacional de Pesquisa sobre Câncer (Iarc) e do Imperial College de Londres com mais de 1,5 milhão de pessoas com mais de 35 anos de 10 países europeus, entre eles a Itália.

Os participantes foram monitorados por um tempo médio de 16 anos e todos os que morreram tiveram as causas de suas mortes registradas e levadas em consideração. Durante esse período, 42 mil dos indivíduos participantes da pesquisa acabaram falecendo.

O segundo estudo, também divulgado na “Annals of Internal Medicine”, foi conduzida pela norte-americana Southern California University (USC) com uma amostra de 215 mil pessoas, entre elas uma grande proporção de negros, latinos e asiáticos que moram nos Estados Unidos. Os resultados constataram que ao beber uma xícara de café por dia, os riscos de morte diminuem 12% e que essa porcentagem aumenta para 18% se o número de taças subir para três.

Esse segundo estudo foi concentrado em populações americanas de diferentes etnias, incluindo negros, brancos, latinos, japoneses e havaianos-americanos. A maioria dos estudos anteriores sobre os efeitos do café sobre a longevidade tinham sido feitos com pessoas de ascendência europeia. Importante destacar que os dois estudos são observacionais, o que significa que eles não podem estabelecer causa e efeito. Com isso não é possível afirmar, com base nesses dados, que beber mais café vai prolongar a sua vida. Os pesquisadores tentaram controlar fatores como dieta, obesidade e hábito de fumar, mas ainda é possível que as pessoas que consumam café já sejam mais saudáveis de alguma maneira.

Fonte: Coffee Drinking and Mortality in 10 European Countries: A Multinational Cohort Study

Link: http://bit.ly/2ubjjxL