AGENDE UMA CONSULTA
Jejum Intermitente Emagrece

Ao limitar o consumo de alimentos a um período de 10 horas, um grupo de mulheres com síndrome metabólica teve perda ponderal e melhora dos distúrbios cardiometabólicos.

A maioria das mulheres participantes deste estudo tomavam estatinas e/ou anti-hipertensivos e eram obesas. Essas mulheres restringiram o consumo de alimentos a 10 horas por dia durante 12 semanas, criando um jejum de 14 horas por noite. Durante as 12 semanas do estudo, as participantes perderam 3,3 kg, ou aproximadamente 3% do seu peso corporal.

Os benefícios da restrição alimentar se somaram aos efeitos desses medicamentos e com isso, houve uma redução significativa no risco de doença cardiovascular, pressão arterial e glicemia.

Padrões alimentares irregulares, como a alimentação por um período prolongado durante as 24 horas do dia podem interromper os ritmos circadianos e a interrupção crônica dos ritmos circadianos aumenta o risco de síndrome metabólica, como obesidade, hipertensão arterial sistêmica, dislipidemia e resistência à insulina.

A dieta com restrição de tempo também induziu e manteve um ciclo de alimentação e jejum consistentes com ritmos circadianos fortes e melhorou a qualidade do sono.

Você já experimentou algum método de jejum intermitente? Como foi?

Para ter acesso a mais conteúdos como este, acompanhe minhas redes sociais e o blog!

Agende sua consulta aqui

Fonte: Jejum intermitente promove perda ponderal e melhora o colesterol – Medscape – 19 de dezembro de 2019.