AGENDE UMA CONSULTA
(51) 3024.4665

A epidemia da obesidade tem sido um grande desafio para médicos e especialistas de todo o mundo. E os obstáculos são muitos, incluindo questões econômicas e regulatórias, estigma social e deficiências no diagnóstico. Em função desse cenário, em recente comunicado, a Associação Americana de Endocrinologistas Clínicos e a Faculdade Americana de Endocrinologia introduziram um novo termo para obesidade: a Doença Crônica Baseada em Adiposidade, o que enquadra o problema em uma categoria de doença crônica de grandes dimensões.

A declaração, publicada no dia 14 de dezembro no periódico Endocrine Practice, redefine o termo de diagnóstico médico para a obesidade e muda a ênfase para os efeitos patofisiológicos do excesso de peso ao invés do peso e/ou índice de massa corpora (MC) em si.

O componente “adiposidade” do termo aponta para anormalidades na massa, distribuição e/ou função do tecido adiposo, enquanto a parte “doença crônica” destaca complicações associadas como hipertensão, diabetes e apneia do sono, que produzem morbidade e mortalidade.

Os autores, liderados pelo professor clínico de medicina, Dr. Jeffrey I Mechanick, da Icahn School of Medicine, nos Estados Unidos, argumentam que a Doença Crônica Baseada em Adiposidade representa uma abordagem estruturada com foco na redução do risco da doença por meio de uma melhor nutrição, aumento dos níveis de atividade física e intervenções comportamentais. “Ele permite uma capacidade mais robusta para diagnósticos baseados não apenas no peso e altura e circunferência da cintura, mas também imagem corporal e biologia molecular”, disse o Dr. Mechanick em entrevista ao site americano Medscape Medical News.

O termo surgiu na Conferência de Consenso sobre Obesidade, em 2014, na qual participantes da biomedicina, agências governamentais, a indústria da saúde e organizações profissionais reconheceram uma desconexão entre o uso do termo obesidade em relação à saúde dos indivíduos.

Referência:

  1. Mechanick JI, Hurley DL, Garvey WT. Adiposity-based chronic disease as a new diagnostic term: American Association of Clinical Endocrinologists and the American College of Endocrinology position statement [published online December 14, 2016]Endocr Pract. doi: 10.4158/ep161688.ps

Link: http://bit.ly/2ls6t5M