Agendamentos/contato - (51) 3024.4665 | (51) 99644.0228 | Porto Alegre contato@marcelaferrao.com.br

Menu

Pacientes obesos apresentam risco aumentado para neuropatias

Postado por em Obesidade no dia novembro 16, 2016


Estudo conduzido por pesquisadores da Universidade de Michigan e publicado na JAMA Neurology constatou que a polineuropatia (disfunção simultânea de muitos nervos periféricos do corpo e dentre as causas está o diabetes) surgiu com frequência em pacientes obesos, mesmo quando eles apresentavam níveis normais de açúcar no sangue e quando comparados com os participantes magros do grupo controle. As taxas de polineuropatia também foram aumentadas em participantes com pré-diabetes e diabetes, levando os pesquisadores a concluir que diabetes, pré-diabetes e obesidade são prováveis ​​condutores metabólicos da polineuropatia.

Os cientistas também observaram que, embora o diabetes esteja bem definido como um fator de risco para neuropatia, estudos anteriores mostraram resultados mistos apontando que o pré-diabetes pode ser um fator de risco para neuropatia. No entanto, apenas uma dessas investigações baseadas na população utilizou uma definição rigorosa de polineuropatia que incluiu exame neurológico, sendo que esse estudo também exigiu que as pesquisas de condução nervosa mostrassem anormalidades para atender à definição de polineuropatia. Isso pode ter provocado a classificação incorreta daqueles que tiveram polineuropatia precoce. Além disso, nem todos os estudos exigem teste de tolerância à glicose para classificar o estado glicêmico.

Neste estudo, liderado por Brian C. Callahan, do Departamento de Neurologia da Universidade de Michigan, em Ann Arbor, nos Estados Unidos, os pesquisadores recrutaram 102 participantes, na faixa etária dos 50 anos, integrantes do Programa de Gestão de Peso da Universidade de Michigan entre dezembro de 2010 e 2014, antes de iniciarem uma dieta e regime de exercícios. Também foram incluídos no grupo de controle 53 homens e mulheres magros com idade média de 50 anos.

Os pesquisadores descobriram as seguintes taxas de polineuropatia nos diferentes grupos:

– 11,1% em pacientes obesos com normoglicemia (n = 5)

– 3,8% no grupo controle magros (n = 2)

– 29% em obesos com pré-diabetes (n = 9)

– 34% em obesos com diabetes (n = 9) (p <0,01 para a tendência)

Os fatores significativamente associados à polineuropatia foram: idade, diabetes e circunferência abdominal. O pré-diabetes não foi significativamente associado com a doença. De acordo com o estudo, que usou uma definição de neuropatia com base em um exame neurológico, a prevalência de neuropatia na faixa de 29% entre os obesos com pré-diabetes aproximou-se da observada nos obesos com diabetes.

Os pesquisadores também observaram que o estudo não mostrou uma associação significativa entre polineuropatia e hipertensão, colesterol HDL ou triglicérides. “Nossos dados apontam a obesidade mais do que outros fatores como um dos principais motores metabólicos da polineuropatia, além da hiperglicemia, pois fornecem suporte para direcionar esse componente em estudos de intervenção projetados para prevenir ou melhorar a polineuropatia”, afirmam. Segundo eles, as intervenções para perda de peso podem ser mais propensas ao sucesso na prevenção ou melhoria da polineuropatia do que os esforços para melhorar a hiperlipidemia e hipertensão.

De qualquer forma, futuros estudos são necessários para confirmar se esses fatores metabólicos podem causar neuropatia, bem como quais são as melhores intervenções para prevenir e melhorar a neuropatia naqueles que são obesos.

Fonte:

Callaghan BC, Xia R, Reynolds E, et al. Association between metabolic syndrome components and polyneuropathy in an obese populationJAMA Neurol. 2016; doi:10.1001/jamaneurol.2016.

Link:  http://bit.ly/2fXcre1


Related Posts

Porto Alegre

Rua Soledade, 569 - Torre A - Sala 1005
Mãe de Deus Center - Porto Alegre/RS
contato@marcelaferrao.com.br
Agendamentos/contato - (51) 3024.4665 | (51) 99644.0228

Pré-agende a sua consulta, determinando dia e horário de sua preferência. Deixe seu telefone que entraremos em contato para confirmar o seu agendamento. Estacionamento rotativo no prédio.