Agendamentos/contato - (51) 3024.4665 | (51) 99644.0228 | Porto Alegre contato@marcelaferrao.com.br

Menu

Pesquisa mostra que nem toda dieta vegetariana é boa para o coração

Postado por em dietas no dia julho 27, 2017


 

Um novo estudo publicado neste mês de julho, no Journal of the American College of Cardiology pela equipe do Harvard School of Public Health, Boston, MA, sugere que para reduzir o risco de doença cardíaca coronariana não basta simplesmente manter uma dieta baseada em vegetais, mas os alimentos dessa dieta precisam ser de alta qualidade.

A comida vegetariana foi amplamente proclamada para ser mais saudável do que uma dieta tradicional baseada em carne e legumes. No entanto, os cardiologistas alertaram que alguns alimentos vegetarianos podem ser tão ruins depois que um estudo descobriu que consumir bebidas doces, grãos refinados e batatas está associado a um maior risco de doença cardíaca.

Depois de duas décadas de acompanhamento de mais de 200 mil adultos, os pesquisadores descobriram que a adesão a uma dieta baseada em vegetais, rica em grãos integrais, frutas, vegetais, nozes e legumes está associada a um risco menor de doença cardíaca coronariana (DCC), enquanto seguir uma dieta baseada em vegetais, mas com alimentos menos saudáveis como grãos refinados e bebidas açucaradas teve um efeito adverso.

Para a autora principal do estudo, Ambika Satija da Harvard School of Public Health, ser vegetariano ou comer mais alimentos de origem vegetal, não significa necessariamente que tenha uma dieta saudável. “É importante pensar sobre a qualidade dos alimentos que se está consumindo; mais grãos integrais do que refinados, mais alimentos inteiros do que sucos – esta é a direção certa a tomar”.

A Dra. Alice Lichtenstein (Friedman School of Nutrition Science and Policy, Tufts University, Boston, MA) que foi vice-presidente do comitê de diretrizes dietéticas dos EUA, acrescenta que não importa qual dieta básica que a pessoa consome, e sim se ela absorve mais alimentos de origem vegetal, para que obtenha um melhor resultado.

Estudos prévios associaram dietas baseadas em vegetais com um menor risco de doença cardíaca coronariana, mas definiram essas dietas de forma dicotômica como vegetarianas ou não, e trataram todos os vegetais igualmente, observam os pesquisadores no artigo.

Alimentos de origem animal

Para superar essas limitações e entender como as reduções graduais dos alimentos de origem animal afetam a saúde cardiovascular, Ambika e colaboradores examinaram dados de questionários semi-quantitativos de frequência alimentar incluindo cerca de 133 alimentos, coletados a cada dois a quatro anos, de 73.710 mulheres no Nurses’ Health Study (NHS), 92.329 mulheres no NHS2, e 43.259 homens no estudo Health Professionals Follow-Up. Os dados foram reunidos em 18 grupos alimentares dentro de três grandes categorias (alimentos vegetais saudáveis, alimentos vegetais menos saudáveis, e alimentos de origem animal), e então ranqueados em quintis.

Pontuações positivas foram atribuídas a alimentos vegetais saudáveis (grãos integrais, frutas/vegetais, nozes/legumes, óleos vegetais, chá/café) e pontuações reversas por alimentos vegetais menos saudáveis (sucos de fruta, grãos refinados, batatas, bebidas adoçadas, doces/sobremesas) e alimentos de origem animal (gordura animal, sorvete, carne, miscelânea de alimentos de origem animal). As pontuações dos grupos foram somadas para criar índices de dieta baseada em vegetais.

Fonte:

Healthful and Unhealthful Plant-Based Diets and the Risk of Coronary Heart Disease in U.S. Adults

Ambika Satija, Shilpa N. Bhupathiraju, Donna Spiegelman, Stephanie E. Chiuve, JoAnn E. Manson, Walter Willett, Kathryn M. Rexrode, Eric B. Rimm, Frank B. Hu

Link: http://bit.ly/2tEioSG

 


Related Posts

Porto Alegre

Rua Soledade, 569 - Torre A - Sala 1005
Mãe de Deus Center - Porto Alegre/RS
contato@marcelaferrao.com.br
Agendamentos/contato - (51) 3024.4665 | (51) 99644.0228

Pré-agende a sua consulta, determinando dia e horário de sua preferência. Deixe seu telefone que entraremos em contato para confirmar o seu agendamento. Estacionamento rotativo no prédio.