Agendamentos/contato - (51) 3024.4665 | (51) 99644.0228 | Porto Alegre contato@marcelaferrao.com.br

Menu

Terapia de reposição hormonal e câncer de mama: Highlights do 31° CBEM

Postado por em Câncer no dia setembro 24, 2014


A relação entre a reposição hormonal e o surgimento do câncer de mama foi um dos grandes temas abordados durante o 31o Congresso Brasileiro de Endocrinologia e Metabologia (CBEM), que aconteceu no começo do mês de setembro em Curitiba. Richard Santen, presidente do Endocrine Society, explicou que há um falso entendimento de que a terapia prescrita para mulheres na menopausa provoca a doença. Segundo ele, na verdade, há fatores inclusive temporais que impedem firmar essa relação de causa e efeito.

Em média, de acordo com o especialista, é preciso que se aglomerem 1 bilhão de células cancerígenas para que um tumor tenha um centímetro de diâmetro. Levando em conta que o tempo médio de duplicação de uma célula doente é de 150 dias, até chegar a esse tamanho são necessários mais de 15 anos. “A reposição hormonal não cria tumores, ela estimula os que estão ocultos a crescerem mais rápido”, esclarece.

Santen explica que mulheres com mais de 60 anos, a detecção do tumor é mais fácil porque a mama é formada praticamente por gordura. Aos 30 anos, a composição mais densa dessa parte do corpo dificulta a visualização do aglomerado de células cancerígenas. “Pretendemos analisar melhor esses mecanismos adaptativos e, em seguida, explorá-los e desenvolver novas abordagens terapêuticas para o tratamento de câncer de mama. Essas novas abordagens envolvem o bloqueio simultâneo combinado de fatores de crescimento e de vias do estrogênio, assim como a estimulação da apoptose (morte celular programada) com a administração de estrogênio.

O câncer de mama é o segundo tipo mais comum entre as mulheres no Brasil, respondendo por 22% dos casos novos de tumores por ano. A estimativa é de que, em 2014, sejam descobertos 57.120 casos.

Apesar das últimas evidências, devemos ponderar que não apenas o câncer de mama tem relação com os hormônios sexuais, como os outros tumores ginecológicos. A terapia de reposição hormonal deve ser indicada e acompanhada pelo médico especialista através de exame clínico, exames de imagem e laboratoriais, conforme a sua avaliação.

Fonte:
PUBMED Expression of aromatase and role of estrogen in breast cancer; tissue selective estrogen complex (TSEC) therapy formenopause, 2013/ Richard Santen


Related Posts

Porto Alegre

Rua Soledade, 569 - Torre A - Sala 1005
Mãe de Deus Center - Porto Alegre/RS
contato@marcelaferrao.com.br
Agendamentos/contato - (51) 3024.4665 | (51) 99644.0228

Pré-agende a sua consulta, determinando dia e horário de sua preferência. Deixe seu telefone que entraremos em contato para confirmar o seu agendamento. Estacionamento rotativo no prédio.